Notícias
A TECHNICAL FILTER DO BRASIL Filtra !

BIODIESEL NO MUNDO E NO BRASIL;

” Em dez anos, o Brasil consolidou a sua indústria de biodiesel tornando-se um dos cinco maiores produtores e consumidores desse biocombustível, fazendo com que a análise de parâmetros comparativos a fim de sugerir propostas para o setor através de diferentes cenários ganhe cada vez mais importância no meio empresarial e acadêmico. Neste sentido, foram elencados importantes países produtores de biodiesel e suas relativas metas e instrumentos de políticas públicas, bem como o Programa Brasileiro. Conclui-se que a produção de biocombustíveis, em especial o biodiesel, tem tendência de crescimento com possibilidade de duplicação na produção mundial até 2035 a 2040 conforme cenários pesquisados.”

…”No que tange o consumo de biodiesel no mundo em 2014, o Brasil foi o segundo maior consumidor (3,4 milhões de m³), atrás dos Estados Unidos que consumiram 5,3 milhões de m³ (MME, 2015).”

BIODIESEL NO BRASIL SITUAÇÃO ATUAL;

A Lei federal 11.097/2005 que introduziu o biodiesel determinou aumento consecutivos na mistura com o diesel e atualmente o percentual é da ordem 7% (B7).  Em 2014 registrou-se 3.420 mil m³/ano, porém verificou-se a existência de uma capacidade ociosa muito grande pois o parque industrial instalado na ordem de 59 usinas registrou-se 7.502 mil m³/ano no mesmo período (MME, 2015)

PERPECTIVAS FUTURAS;

Este trabalho traz algumas projeções de cenários de algumas instituições renomadas no setor de biocombustíveis e em bioenergia com o intuito de demonstrar que o combustível biodiesel vai ser um dos mais promissores da área de energia renovável .

EPE (2014)

No Plano Decenal de Energia do (PDE 2024), o consumo de biodiesel no Brasil deverá crescer 29% daqui até 2024. Em termos de volume, a expectativa da EPE é que o mercado brasileiro absorva pouco mais de 5,62 bilhões no ano de 2024. Cerca de 1,26 bilhão de litros a mais do que os 4,36 bilhões que a EPE prevê que sejam consumidos até o final deste ano.

LUX RESEARCH CONSULTORIA (2015)

A indústria global de biocombustíveis tem uma capacidade instalada que totalizava 208,6 bilhões de litros por ano. Nos próximos três anos, esse número deverá avançar para 232,4 bilhões de litros anuais. Desse montante, os biocombustíveis de 1ª geração – etanol e biodiesel – representarão 96%. O maior crescimento virá da produção de biodiesel a partir de óleos e gorduras recuperados (OGRs).

INTERNATIONAL ENERGY AGENCY – IEA (2014)

No Panorama Energético Global 2014 (World Energy Outlook), a entidade projeta que a demanda mundial por biocombustíveis mais do que triplicará até o ano de 2040.

SCOPE et al (2015)

A bioenergia poderá chegar a prover um quarto da energia mundial até 2050, reduzindo poluentes e a emissão de gases do efeito estufa e promovendo desenvolvimento sustentável, entre outros benefícios econômicos e sociais. Os biocombustíveis de primeira geração deverão continuar na liderança com praticamente 80% do mercado.

SHELL INTERNATIONAL (2013)

De acordo com projeções elaboradas pela petroleira anglo-holandesa Shell, o consumo de biocombustíveis vai crescer de 5 a 10 vezes até 2060. Em ambos, os biocombustíveis vão crescer tanto em termos absolutos, quanto em sua participação dentro do mix total de fontes primárias de energia.

Nota: Projeções de cenários para o biodiesel de acordo com diferentes instituições

Fonte : 10º Congresso sobre Geração Distribuída e Energia no Meio Rural